Distribuição de infraestrutura de Telecomunicações

         (81) 99164-5340 | (81) 3228 0919

Lemos Telecom

Notícias

icone facebook icone twitter icone gplus icone whatsapp


Metálico ou Óptico: qual cabo escolher


Metálico ou Óptico: qual cabo escolher

Não podemos falar que um é melhor do que o outro. Para decidir qual escolher é indispensável entender a finalidade da instalação, e ainda considerar que em muitos casos será necessário implantar as duas soluções.

Reunimos algumas aplicações comuns para ilustrar quando e por que devemos optar por um, por outro ou ainda associá-los:

Dados e energia no mesmo cabo

Como a fibra óptica não conduz corrente elétrica, os cabos UTP metálicos são a escolha correta (opte pela categoria 6A ou 7A para transmitir mais energia por PoE)

Ao usar cabo metálico em vez de fibra, você reduz a necessidade de fontes de energia adicionais e libera os dispositivos de serem localizados ao lado de uma tomada. Como eles recebem energia pelo mesmo cabo que usam para receber dados, os dispositivos podem ser colocados ou reposicionados em qualquer lugar que tiver um ponto de rede instalado (APs, câmeras de vigilância ou luminárias de LED ...).

Essa é uma aplicação em que o cabeamento metálico supera as fibras - pelo menos por enquanto. Existem cabos híbridos de cobre / fibra em desenvolvimento que poderão transmitir dados sobre fibra e energia sobre cobre no futuro.

Longas distâncias

Em longas distâncias os sinais de dados se degradam, contudo, as fibras ópticas monomodo oferecem excelente qualidade de sinal com alta largura de banda por quilômetros.

Por isso, são a indicação para transmissão de dados entre campus de universidades, escritórios remotos, secretarias de uma cidade ...

Os cabos metálicos de categoria 6A podem suportar apenas 10 Gbps em até 100 m. Depois disso, a degradação do sinal começa a ocorrer. Sendo assim, a fibra óptica supera o cabeamento metálico para aplicações de longas distância.

Muitos usuários em grandes edifícios

Em grandes edifícios com muitos andares e algumas centenas de usuários o habitual é usar os dois tipos de cabeamento.

A fibra funciona como uma espinha dorsal que interliga o “data center”, geralmente presente no primeiro andar do prédio as salas técnicas de cada andar da edificação, a partir daí a distribuição para cada usuário é feita com cabeamento metálico.

Pequenos Escritórios

Um local menor com menos usuários não exige o mesmo nível de largura de banda de um grande arranha-céu.

Se você está lidando com um prédio de um andar, por exemplo, que abriga algumas dezenas de usuários, o cabeamento metálico é opção de infraestrutura com melhor custo/benefício.

Os usuários provavelmente estão usando desktops, laptops, smartphones que podem ser perfeitamente atendidos por uma infraestrutura metálica de categoria 6A que deve ser capaz de lidar com essas demandas com facilidade, mesmo que o prédio comece a conectar câmeras, monitores e outros dispositivos à rede.

Fique de olho

É muito importante avaliar o ambiente de aplicação dessas soluções. Por exemplo, aplicações industriais podem necessitar blindagem nos cabos para evitar interferências eletromagnéticas, já as hospitalares podem demandar redes redundantes. Cada caso é um caso, por isso, não deixe de conversar com uma empresa especializada sobre especificidades do seu projeto.

Fonte: Redes Tecnologias e Serviços


Voltar
WhatsApp: 81991645340