Distribuição de infraestrutura de Telecomunicações

         (81) 99164-5340 | (81) 3228 0919

Lemos Telecom

Notícias

icone facebook icone twitter icone gplus icone whatsapp


Marketplaces se tornam solução para Indústria


Marketplaces se tornam solução para Indústria

O avanço dos marketplaces nas vendas online tem sido também um advento para a Indústria como um todo. Com ferramentas como o seller center, que permitem gestão, escala e controle de um marketplace em um canal de venda próprio, diversas empresas podem abrigar revendedores e distribuidores centralizados em um canal próprio da marca, mantendo o contato com esses parceiros ao mesmo tempo em que se aproximam e escalam o número de clientes finais e fomentam toda a cadeia de vendas.

De acordo com Fernando Schumacher, CEO da Conecta Lá, startup de tecnologia que desenvolveu o mais recente Seller Center brasileiro, a aproximação de sua base de cliente é um desejo antigo de players da Indústria, mas que o dilema de interpelar os revendedores era um freio. “Sem rivalizar com os vendedores para os quais ela vende seu estoque, a própria empresa impulsiona esses vendedores através de seu canal de vendas. Esse contato com a base de clientes é fundamental, porque ele pode coletar informações mais qualificadas. É algo que pode impactar todo o mercado”, explica.

Os marketplaces são responsáveis por 78% de todo o faturamento do e-commerce brasileiro, aponta pesquisa realizada em 2020 pela Ebit|Nielsen. O impacto desses canais de venda é reforçado por estudo anterior da UPS Pulse of the Online Shopper, que indica que 95% dos consumidores brasileiros que compram online utilizam marketplace – em um contexto em que as vendas online passaram a representar 10% do varejo brasileiro.

De acordo com o empreendedor, essa possibilidade se estende também a grandes franquias. “Operar um marketplace hoje é facilitado por soluções de tecnologia em gestão. Este tipo de controle permite com que novos parceiros sejam absorvidos à plataforma da empresa fornecedora sem que processos sofram danos, pelo contrário. É possível centralizar a operação logística, aumentar o mix de produtos em exibição e qualificar a gestão financeira”, assinala Fernando Schumacher.

Fonte: IPNews


Voltar
WhatsApp: 81991645340